sábado, 13 de maio de 2017

FESTIVAL DO MINUTO E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA VILA TRIOLÉ

24, 26 e 27 de maio 

FESTIVAL DO MINUTO


FESTIVAL DO MINUTO REALIZA A REDE DE EXIBIÇÃO 2017

Mais de 250 pontos de cultura do país exibem mostras do Festival.
Todos os anos, o Festival do Minuto realiza a sua Rede de Exibição ao redor do Brasil. Centenas de pontos de cultura, incluindo cineclubes, escolas, museus e bibliotecas, exibem os conteúdos selecionados pela curadoria do festival, promovendo a difusão gratuita da produção audiovisual independente.

Para 2017, foram preparadas três mostras especiais, que trazem um pouco dos principais temas que o Festival impulsionou no ano passado, como o Mapas Sonoros da Cidade e o Fazer Cinema: 

Melhores Minutos de 2016 (livre, 52 min): seleção de vídeos que abrange diversos assuntos e técnicas. Vídeos filmados com celular, animações, vídeo arte, entre outros;

Mostra Universitária (livre, 24 min): vídeos produzidos por estudantes e professores;

Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min): animações lúdicas voltadas para o público mais novo do festival. Colagem, 3D e stop motion estão entre as técnicas utilizadas.

As mostras já estão confirmadas em mais de 250 espaços, entre os dias 22 e 28 de maio. Confira o mais próximo de você no site e nas mídias sociais do Minuto, a partir do início do mês. Lembrando que todas as exibições são gratuitas!

O que é o Festival do Minuto?

Criado no Brasil em 1991, inspirou a criação de festivais do minuto em mais de 50 países. Nestes anos recebemos mais de 50 mil vídeos minutos dos 4 cantos do planeta. A partir de 2007, o Festival tornou -se permanente e online, passando a realizar inúmeros concursos no decorrer do ano. Offline, o Festival é exibido em mais de 400 equipamentos culturais de mais de 100 cidades brasileiras, é a já tradicional rede de exibição do minuto, quando exibimos os melhores minutos do ano anterior.

Em nosso acervo, contamos com vídeos de diversos atuantes realizadores e artistas: Carlos Nader, Anna Muylaert, Fernando Meirelles, Beto Brant, Tata Amaral, Kiko Goifman, Walter Carvalho, entre outros.

Serviço

Exibições: FESTIVAL DO MINUTO

24 e 26 de maio (quarta e sexta) - 20h

Melhores Minutos de 2016 (livre, 52 min)
Mostra Universitária (livre, 24 min)
Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min)

27 de maio (sábado) - 16h

Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min)

27 de maio (sábado) - 19h

Melhores Minutos de 2016 (livre, 52 min)
Mostra Universitária (livre, 24 min)
Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min)


* Gratis - Lugares limitados
Vila Triolé Cultural - Rua Etienne Lenoir, 155

---------------------------------------------------------------------------------
27 de maio

Espetáculo: 
Visitando Manoel de Barros: 
um passeio com a Nuvem Feliz
Cia Kiwi de Jaqueta



Desde pequena, toda nuvem sabe que algum dia ela vai ter que chorar... Mas no meio delas aparece uma nuvem feliz, que não parece nem um pouco a fim de chorar. Essa nuvem então passeia e observa traquinagens pela terra e, cada vez mais feliz, ela vai crescendo... e crescendo... e crescendo...

O espetáculo “Visitando Manoel de Barros: um passeio com a Nuvem Feliz” consiste em uma adaptação da obra “Nuvem Feliz”, de Alice Ruiz, com inserções de fragmentos de cinco histórias de Manoel de Barros, presentes nas obras “O fazedor de amanhecer”, “Exercícios de ser criança” (com as histórias "O menino que carregava água na peneira" e "A menina avoada”) e o primeiro capítulo do “Livro sobre nada” ("Arte de infantilizar formigas"). 


Serviço

Espetáculo: Visitando Manoel de Barros: um passeio com a Nuvem Feliz
Cia Kiwi de Jaqueta
dia 27 de maio 2017 - 17h

* ingresso no chapéu ao final do espetáculo
Vila Triolé Cultural - Rua Etienne Lenoir, 155


--------------------------------------------------------------------------------
28 de maio 

Espetáculo 
Lunavi 
Bruna Campagnolo



Está é a história de uma noite em que a Lua estava tão cheia que explodiu, espalhando estilhaços por todos os cantos da Terra. Acompanhada de sua amiga Chérie, uma incrível cadeira cheia de personalidade, Joana narra o dia em que foi surpreendida pelo misterioso e suspeito Lunavi.  Inspirada nos contos “A Distância da Lua” e “As Filhas da Lua” de Ítalo Calvino, a cena propõe um jogo que leva o espectador a desafiar sua perspectiva sobre objetos cotidianos em uma imprevisível jornada de uma lunática contadora de história.

Em um tempo em que a Terra e a Lua moravam tão próximas uma da outra era impossível não desejá-la a todo instante.

Joana e Chérie, que tinham como missão acender a noite e contar histórias,  vêem contar a quem se interessar a história de uma noite em que a Lua desceu à Terra em forma de estilhaços de explosão, e trouxe junto um ser vermelhusco, muito misterioso e suspeito que atendia por "Lunavi".


Quando o objeto se encontra com a história e a história faz dele seu parceiro de jogo, o contar se torna muito mais rico e surpreendente e neste caso não é diferente, você está pronto para embarcar nessa aventura lunática?

Serviço

Espetáculo: Lunavi
Bruna Campagnolo
dia 28 de maio 2017 - 17h

* ingresso no chapéu ao final do espetáculo
Vila Triolé Cultural - Rua Etienne Lenoir, 155
(mapa)

--------------------------------------------------------------------------------
03 de maio a 31 de julho 

Exposição 
DOXA 
Mow Armstrong


DOXA, palavra grega que dá origem a uma outra palavra muito recorrente na vida do homem: opinião.

Mas o que é a opinião?
Como ela se forma?
Como definir algo tão solúvel? 




Por meio da exposição DOXA, o artista londrinense Mow Armstrong, vem propor um diálogo sobre até que ponto as opiniões são comuns ao outro e ao que torna uma opinião relevante.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

EM MAIO A VILA TRIOLÉ ESTÁ RECHEADA DE PROGRAMAÇÃO!!!

6 e 7 de maio 

O MELHOR SHOW DO MUNDO... NA MINHA OPINIÃO!
com Tiago Marques - Palhaço Ritalino




vai começar! Encontre seu assento e bom show! Mas, antes que o show comece, Ritalino chega abrindo caminho pelos locais mais inacessíveis, pois está na hora de vender pipocas ao respeitável público! Após a venda, Ritalino também quer ver o show. Porém, não há artistas e, sem artistas, não tem show! Sem show o público vai embora e, sem público, o pipoqueiro não fatura. Então, para garantir a venda da noite, Ritalino tem que subir ao palco. Como vê o show toda noite, será fácil. Ao menos é o que ele pensa... A interação com o público acontece a todo o momento de maneira confortável, pois sempre quem se dá mal é o próprio Ritalino. O espetáculo é leve e quentinho, como pipoca, ao menos na minha opinião.


Serviço

Espetáculo: O Melhor Show do Mundo... na minha opinião!
Grupo: Tiago Marques - Palhaço Ritalino
dias 6 e 7 de maio 2017 - 19h

* ingresso no chapéu ao final do espetáculo
Vila Triolé Cultural - Rua Etienne Lenoir, 155

------------------------------------------------------------------------------

24, 26 e 27 de maio 

FESTIVAL DO MINUTO


FESTIVAL DO MINUTO REALIZA A REDE DE EXIBIÇÃO 2017

Mais de 250 pontos de cultura do país exibem mostras do Festival.
Todos os anos, o Festival do Minuto realiza a sua Rede de Exibição ao redor do Brasil. Centenas de pontos de cultura, incluindo cineclubes, escolas, museus e bibliotecas, exibem os conteúdos selecionados pela curadoria do festival, promovendo a difusão gratuita da produção audiovisual independente.

Para 2017, foram preparadas três mostras especiais, que trazem um pouco dos principais temas que o Festival impulsionou no ano passado, como o Mapas Sonoros da Cidade e o Fazer Cinema: 

- Melhores Minutos de 2016 (livre, 52 min): seleção de vídeos que abrange diversos assuntos e técnicas. Vídeos filmados com celular, animações, vídeo arte, entre outros;

- Mostra Universitária (livre, 24 min): vídeos produzidos por estudantes e professores;

- Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min): animações lúdicas voltadas para o público mais novo do festival. Colagem, 3D e stop motion estão entre as técnicas utilizadas.

As mostras já estão confirmadas em mais de 250 espaços, entre os dias 22 e 28 de maio. Confira o mais próximo de você no site e nas mídias sociais do Minuto, a partir do início do mês. Lembrando que todas as exibições são gratuitas!

O que é o Festival do Minuto?

Criado no Brasil em 1991, inspirou a criação de festivais do minuto em mais de 50 países. Nestes anos recebemos mais de 50 mil vídeos minutos dos 4 cantos do planeta. A partir de 2007, o Festival tornou -se permanente e online, passando a realizar inúmeros concursos no decorrer do ano. Offline, o Festival é exibido em mais de 400 equipamentos culturais de mais de 100 cidades brasileiras, é a já tradicional rede de exibição do minuto, quando exibimos os melhores minutos do ano anterior.

Em nosso acervo, contamos com vídeos de diversos atuantes realizadores e artistas: Carlos Nader, Anna Muylaert, Fernando Meirelles, Beto Brant, Tata Amaral, Kiko Goifman, Walter Carvalho, entre outros.

Serviço

Exibições: FESTIVAL DO MINUTO

24 e 26 de maio (quarta e sexta) - 20h

Melhores Minutos de 2016 (livre, 52 min)
Mostra Universitária (livre, 24 min)
Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min)

27 de maio (sábado) - 16h

Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min)

27 de maio (sábado) - 19h

Melhores Minutos de 2016 (livre, 52 min)
Mostra Universitária (livre, 24 min)
Mostra Animação Infantojuvenil (livre, 20 min)


* Gratis - Lugares limitados
Vila Triolé Cultural - Rua Etienne Lenoir, 155

---------------------------------------------------------------------------------
27 de maio

Espetáculo: 
Visitando Manoel de Barros: 
um passeio com a Nuvem Feliz
Cia Kiwi de Jaqueta




Desde pequena, toda nuvem sabe que algum dia ela vai ter que chorar... Mas no meio delas aparece uma nuvem feliz, que não parece nem um pouco a fim de chorar. Essa nuvem então passeia e observa traquinagens pela terra e, cada vez mais feliz, ela vai crescendo... e crescendo... e crescendo...


O espetáculo “Visitando Manoel de Barros: um passeio com a Nuvem Feliz” consiste em uma adaptação da obra “Nuvem Feliz”, de Alice Ruiz, com inserções de fragmentos de cinco histórias de Manoel de Barros, presentes nas obras “O fazedor de amanhecer”, “Exercícios de ser criança” (com as histórias "O menino que carregava água na peneira" e "A menina avoada”) e o primeiro capítulo do “Livro sobre nada” ("Arte de infantilizar formigas"). 


Serviço

Espetáculo: Visitando Manoel de Barros: um passeio com a Nuvem Feliz
Cia Kiwi de Jaqueta
dia 27 de maio 2017 - 17h

* ingresso no chapéu ao final do espetáculo
Vila Triolé Cultural - Rua Etienne Lenoir, 155


--------------------------------------------------------------------------------
28 de maio 

Espetáculo 
Lunavi 
Bruna Campagnolo





Está é a história de uma noite em que a Lua estava tão cheia que explodiu, espalhando estilhaços por todos os cantos da Terra. Acompanhada de sua amiga Chérie, uma incrível cadeira cheia de personalidade, Joana narra o dia em que foi surpreendida pelo misterioso e suspeito Lunavi.  Inspirada nos contos “A Distância da Lua” e “As Filhas da Lua” de Ítalo Calvino, a cena propõe um jogo que leva o espectador a desafiar sua perspectiva sobre objetos cotidianos em uma imprevisível jornada de uma lunática contadora de história.

Em um tempo em que a Terra e a Lua moravam tão próximas uma da outra era impossível não desejá-la a todo instante.

Joana e Chérie, que tinham como missão acender a noite e contar histórias,  vêem contar a quem se interessar a história de uma noite em que a Lua desceu à Terra em forma de estilhaços de explosão, e trouxe junto um ser vermelhusco, muito misterioso e suspeito que atendia por "Lunavi".


Quando o objeto se encontra com a história e a história faz dele seu parceiro de jogo, o contar se torna muito mais rico e surpreendente e neste caso não é diferente, você está pronto para embarcar nessa aventura lunática?

Serviço

Espetáculo: Lunavi
Bruna Campagnolo
dia 28 de maio 2017 - 17h

* ingresso no chapéu ao final do espetáculo
Vila Triolé Cultural - Rua Etienne Lenoir, 155
(mapa)

--------------------------------------------------------------------------------
03 de maio a 31 de julho 

Exposição 
DOXA 
Mow Armstrong


DOXA, palavra grega que dá origem a uma outra palavra muito recorrente na vida do homem: opinião.

Mas o que é a opinião?
Como ela se forma?
Como definir algo tão solúvel? 





Por meio da exposição DOXA, o artista londrinense Mow Armstrong, vem propor um diálogo sobre até que ponto as opiniões são comuns ao outro e ao que torna uma opinião relevante.

terça-feira, 7 de março de 2017

programação especial em março para manter as atividades “enquanto o Promic não vem”

O PROMIC, Programa Municipal de Incentivo à Cultura, que garante a manutenção do nosso espaço, foi cancelado pela Prefeitura de Londrina, Procuradoria Geral e Secretaria de Cultura. Sem este incentivo, decidimos continuar com as nossas atividades, mas não sabemos até quando e vamos precisar de ajuda!
A Vila Triolé Cultural está localizada na Região Oeste de Londrina. Foi um dos primeiros equipamentos culturais na região, quando nos instalamos em outubro de 2012. Financiado pelo PROMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura, por meio de editais específicos para Vilas Culturais, a Vila Triolé sempre optou por ações culturais que priorizassem o público do nosso entorno. 
Nesses quatro anos, foram muitos espetáculos, oficinas para professores, crianças, ensaios de grupos de teatro, de música, exibições de filmes, brincadeiras e muito, mas muito trabalho. Trabalho com a concepção artística destas atividades, mas também com cimento, piso, fios elétricos, infiltrações e seus reparos.
Por enquanto, vamos resolver nossa situação com arte. Estamos programando uma série de atividades, mas isso só dará certo quando encontrarmos com o público! Mesmo porque, é para isso que fazemos tudo isso. Para o público! Então, venha, participe, traga todo mundo que consiga trazer, faça caravanas, excursões, alugue van, ônibus, trator! Estaremos aqui, como sempre estivemos, para encontrar com você.

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL “ENQUANTO O PROMIC NÃO VEM” A PARTIR DO DIA 12 DE MARÇO

No próximo domingo 12 de março, o Triolé  apresenta o tradicional “Qual a Graça de Laurinda? ” primeiro espetáculo do grupo. No domingo seguinte, 19 de março, o Triolé apresenta seu mais novo espetáculo: “Subs-Solos.” Já no final de semana 25 e 26 de março, o grupo apresenta “O Zelador”.

Todas as apresentações começam às 19h, nos dias 12 e 19, em frente à Vila Triolé Cultural. Nos dias 25 e 26, no Espaço Cênico, no interior da Vila Cultural. Caso chova, os espetáculos acontecerão dentro do espaço.  




 
foto: Lafaiete do Vale


                               Qual a Graça de Laurinda? (12 de março – 19h)
Dois palhaços disputam o coração de uma palhaça que só existe na imaginação deles. Os palhaços apaixonados só conhecem a amada através de uma foto de jornal. E é aí que a dupla arma o circo. Um duelo com armas de água, uma corrida de dois metros rasos, um strip tease, uma luta de boxe e até uma aula de bale são algumas das peraltices protagonizada pelos pretendentes. O jornal com a foto da amada corre de mão em mão. Mas ao final, quem fica com Laurinda Graça?




Subs-Solos (19 de março – 19h)
Um trompete desafinado, uma mosca inconveniente, um mágico charlatão. Estes são alguns dos elementos do espetáculo “SubSolo”, interpretado por Gerson Bernardes, o Palhaço Lambreta.

Em “Subs-Solos”, Lambreta é um grande palhaço, famoso por números grandiosos, excêntricos e estupendos, apresentados pelo mundo afora. Tudo isto, somente na imaginação deste palhaço, que se atrapalha com sua mania de grandeza, gerando o riso e o divertimento no espontâneo fracasso da sua natureza humana. Números musicais, mágicas fajutas e muita interação com o público permeiam este espetáculo, produzido e criado para divertir plateias de todas as idades, nos mais diferentes espaços onde possa se apresentar.

O espetáculo é fruto da pesquisa do ator Gerson Bernardes junto ao seu grupo, o Triolé, que se apresenta nos mais diferentes espaços, quais sejam, praças, parques, etc., sempre buscando o encontro com o público, onde ele estiver. No ano de 2016, o ator participou da ESLIPA – Escola Livre de Palhaços, no Rio de Janeiro, onde, em contato com grandes mestres da Palhaçaria Brasileira, pode aprimorar e desenvolver os números apresentados no espetáculo “SubSolo”.


foto: Rei Santos

O Zelador (25 e 26 de março – 19h)
“Os trabalhadores que executam  tarefas imprescindíveis à sociedade moderna, mas assumidas como de categoria inferior pelos mais variados motivos, geralmente não são nem percebidos como seres humanos, e sim apenas como “elementos” que realizam trabalhos a que um membro das classes superiores jamais se submeteria. Em consequência, o que não é reconhecido não é visto” (Fernando Braga da Costa). Com “O Zelador”, O grupo faz uma divertida homenagem a essa classe de trabalhadores invisíveis. Sendo este zelador um palhaço, a intenção é que inevitavelmente ele seja notado. 

O palhaço Mereceu é um zelador que chega a seu local de trabalho, mas percebe que este já está limpo, com uma imaginação muito fértil e inspirado nos programas do seu rádio, os seus objetos de trabalho ganham vida e começam a construir o roteiro da história.

Sem o uso de falas, Mereceu estimula o público durante todo o espetáculo a interagir com este trabalhador da limpeza. 





Sobre o Triolé
TRIOLÉ é formado desde 2010 pelos palhaços e Gestores Culturais Ale Simioni e Gerson Bernardes. Hoje possui espetáculos em repertório e compartilham a criação, gestão de projetos culturais e do espaço Vila Triolé Cultural.

O grupo acredita na descentralização da arte, levando seus espetáculos para locais públicos e distante do centro da cidade. Esta é uma ação constante, desde a criação do Triolé.

Serviço:
Espetáculo: “Qual a Graça de Laurinda?”
12 de março – 19h

Espetáculo: “Subs-Solos”
19 de março – 19h

Espetáculo: “O Zelador”
25 e 26 de março – 19h


Vila Triolé Cultural
Rua Etienne Lenoir, 155 – Vila Industrial – Londrina
(43) 3024-3330 – contato@triolecultural.art.br


O ingresso será no chapéu, ao final das apresentações
Em dinheiro ou cartões


Aceitamos os cartões das principais bandeiras: 


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Plano No. 269 da Palhaça Adelaide no Rolé do Triolé



No final de semana 18 e 19 de fevereiro, 
a Vila Triolé Cultural abre o projeto ROLÉ com o 
espetáculo “Plano nº 269”, da Palhaça Adelaide.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

ROLÉ

É um projeto que visa promover o encontro entre artista e público, através de apresentações artísticas na Vila Triolé Cultural durante o ano de 2017.

A Vila Triolé Cultural abriu sua agenda para os grupos interessados em se apresentar aos finais de semana no espaço. Podem ser grupos de música, dança, teatro, performances, palhaços, espetáculos para rua ou para sala, entre outros que possam vir e contribuir com a difusão cultural na Região Oeste de Londrina.

Os grupos interessados, ainda podem enviar propostas para Alexandre ou Gerson, no contato@triolecultural.art.br, pelo telefone (43) 3024-3330 ou ainda por nossa página facebook.com/triole.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PLANO No. 269 

foto: Camila Fontes
Sobre o espetáculo:

Depois de muitas tentativas fracassadas a Super Adelaide cria um plano infalível para salvar os animais do terrível zoológico. Com o Plano nº 269 em mãos e sua bolsa cheia de surpresas, a palhaça faz do público seu cúmplice nessa missão. Entre tropeços, paqueras e trapalhadas, ela revela seus superpoderes e todo seu charme nessa aventura. Conseguirá por fim cumprir essa missão ou apenas transformará tudo em um caos?





Serviço:
Rolé
Espetáculo “Plano nº 269” – Palhaça Adelaide
18 e 19 de fevereiro (sábado e domingo) – 19h

Vila Triolé Cultural
Rua Etienne Lenoir, 155 – Vila Industrial – Londrina
(43) 3024-3330 – contato@triolecultural.art.br

Ingresso: