terça-feira, 7 de março de 2017

programação especial em março para manter as atividades “enquanto o Promic não vem”

O PROMIC, Programa Municipal de Incentivo à Cultura, que garante a manutenção do nosso espaço, foi cancelado pela Prefeitura de Londrina, Procuradoria Geral e Secretaria de Cultura. Sem este incentivo, decidimos continuar com as nossas atividades, mas não sabemos até quando e vamos precisar de ajuda!
A Vila Triolé Cultural está localizada na Região Oeste de Londrina. Foi um dos primeiros equipamentos culturais na região, quando nos instalamos em outubro de 2012. Financiado pelo PROMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura, por meio de editais específicos para Vilas Culturais, a Vila Triolé sempre optou por ações culturais que priorizassem o público do nosso entorno. 
Nesses quatro anos, foram muitos espetáculos, oficinas para professores, crianças, ensaios de grupos de teatro, de música, exibições de filmes, brincadeiras e muito, mas muito trabalho. Trabalho com a concepção artística destas atividades, mas também com cimento, piso, fios elétricos, infiltrações e seus reparos.
Por enquanto, vamos resolver nossa situação com arte. Estamos programando uma série de atividades, mas isso só dará certo quando encontrarmos com o público! Mesmo porque, é para isso que fazemos tudo isso. Para o público! Então, venha, participe, traga todo mundo que consiga trazer, faça caravanas, excursões, alugue van, ônibus, trator! Estaremos aqui, como sempre estivemos, para encontrar com você.

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL “ENQUANTO O PROMIC NÃO VEM” A PARTIR DO DIA 12 DE MARÇO

No próximo domingo 12 de março, o Triolé  apresenta o tradicional “Qual a Graça de Laurinda? ” primeiro espetáculo do grupo. No domingo seguinte, 19 de março, o Triolé apresenta seu mais novo espetáculo: “Subs-Solos.” Já no final de semana 25 e 26 de março, o grupo apresenta “O Zelador”.

Todas as apresentações começam às 19h, nos dias 12 e 19, em frente à Vila Triolé Cultural. Nos dias 25 e 26, no Espaço Cênico, no interior da Vila Cultural. Caso chova, os espetáculos acontecerão dentro do espaço.  




 
foto: Lafaiete do Vale


                               Qual a Graça de Laurinda? (12 de março – 19h)
Dois palhaços disputam o coração de uma palhaça que só existe na imaginação deles. Os palhaços apaixonados só conhecem a amada através de uma foto de jornal. E é aí que a dupla arma o circo. Um duelo com armas de água, uma corrida de dois metros rasos, um strip tease, uma luta de boxe e até uma aula de bale são algumas das peraltices protagonizada pelos pretendentes. O jornal com a foto da amada corre de mão em mão. Mas ao final, quem fica com Laurinda Graça?




Subs-Solos (19 de março – 19h)
Um trompete desafinado, uma mosca inconveniente, um mágico charlatão. Estes são alguns dos elementos do espetáculo “SubSolo”, interpretado por Gerson Bernardes, o Palhaço Lambreta.

Em “Subs-Solos”, Lambreta é um grande palhaço, famoso por números grandiosos, excêntricos e estupendos, apresentados pelo mundo afora. Tudo isto, somente na imaginação deste palhaço, que se atrapalha com sua mania de grandeza, gerando o riso e o divertimento no espontâneo fracasso da sua natureza humana. Números musicais, mágicas fajutas e muita interação com o público permeiam este espetáculo, produzido e criado para divertir plateias de todas as idades, nos mais diferentes espaços onde possa se apresentar.

O espetáculo é fruto da pesquisa do ator Gerson Bernardes junto ao seu grupo, o Triolé, que se apresenta nos mais diferentes espaços, quais sejam, praças, parques, etc., sempre buscando o encontro com o público, onde ele estiver. No ano de 2016, o ator participou da ESLIPA – Escola Livre de Palhaços, no Rio de Janeiro, onde, em contato com grandes mestres da Palhaçaria Brasileira, pode aprimorar e desenvolver os números apresentados no espetáculo “SubSolo”.


foto: Rei Santos

O Zelador (25 e 26 de março – 19h)
“Os trabalhadores que executam  tarefas imprescindíveis à sociedade moderna, mas assumidas como de categoria inferior pelos mais variados motivos, geralmente não são nem percebidos como seres humanos, e sim apenas como “elementos” que realizam trabalhos a que um membro das classes superiores jamais se submeteria. Em consequência, o que não é reconhecido não é visto” (Fernando Braga da Costa). Com “O Zelador”, O grupo faz uma divertida homenagem a essa classe de trabalhadores invisíveis. Sendo este zelador um palhaço, a intenção é que inevitavelmente ele seja notado. 

O palhaço Mereceu é um zelador que chega a seu local de trabalho, mas percebe que este já está limpo, com uma imaginação muito fértil e inspirado nos programas do seu rádio, os seus objetos de trabalho ganham vida e começam a construir o roteiro da história.

Sem o uso de falas, Mereceu estimula o público durante todo o espetáculo a interagir com este trabalhador da limpeza. 





Sobre o Triolé
TRIOLÉ é formado desde 2010 pelos palhaços e Gestores Culturais Ale Simioni e Gerson Bernardes. Hoje possui espetáculos em repertório e compartilham a criação, gestão de projetos culturais e do espaço Vila Triolé Cultural.

O grupo acredita na descentralização da arte, levando seus espetáculos para locais públicos e distante do centro da cidade. Esta é uma ação constante, desde a criação do Triolé.

Serviço:
Espetáculo: “Qual a Graça de Laurinda?”
12 de março – 19h

Espetáculo: “Subs-Solos”
19 de março – 19h

Espetáculo: “O Zelador”
25 e 26 de março – 19h


Vila Triolé Cultural
Rua Etienne Lenoir, 155 – Vila Industrial – Londrina
(43) 3024-3330 – contato@triolecultural.art.br


O ingresso será no chapéu, ao final das apresentações
Em dinheiro ou cartões


Aceitamos os cartões das principais bandeiras: 


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Plano No. 269 da Palhaça Adelaide no Rolé do Triolé



No final de semana 18 e 19 de fevereiro, 
a Vila Triolé Cultural abre o projeto ROLÉ com o 
espetáculo “Plano nº 269”, da Palhaça Adelaide.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

ROLÉ

É um projeto que visa promover o encontro entre artista e público, através de apresentações artísticas na Vila Triolé Cultural durante o ano de 2017.

A Vila Triolé Cultural abriu sua agenda para os grupos interessados em se apresentar aos finais de semana no espaço. Podem ser grupos de música, dança, teatro, performances, palhaços, espetáculos para rua ou para sala, entre outros que possam vir e contribuir com a difusão cultural na Região Oeste de Londrina.

Os grupos interessados, ainda podem enviar propostas para Alexandre ou Gerson, no contato@triolecultural.art.br, pelo telefone (43) 3024-3330 ou ainda por nossa página facebook.com/triole.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PLANO No. 269 

foto: Camila Fontes
Sobre o espetáculo:

Depois de muitas tentativas fracassadas a Super Adelaide cria um plano infalível para salvar os animais do terrível zoológico. Com o Plano nº 269 em mãos e sua bolsa cheia de surpresas, a palhaça faz do público seu cúmplice nessa missão. Entre tropeços, paqueras e trapalhadas, ela revela seus superpoderes e todo seu charme nessa aventura. Conseguirá por fim cumprir essa missão ou apenas transformará tudo em um caos?





Serviço:
Rolé
Espetáculo “Plano nº 269” – Palhaça Adelaide
18 e 19 de fevereiro (sábado e domingo) – 19h

Vila Triolé Cultural
Rua Etienne Lenoir, 155 – Vila Industrial – Londrina
(43) 3024-3330 – contato@triolecultural.art.br

Ingresso:




sábado, 4 de fevereiro de 2017

Vila Triolé Cultural abre programação de apresentações com os projetos “Rolezinho” e “Rolé”

A Vila Triolé Cultural abre a programação de apresentações em seu espaço, com o projeto “Rolezinho”.


“Rolezinho” acontecerá todo o segundo domingo do mês, em frente à Vila Triolé Cultural, sempre com apresentações que podem ser de qualquer linguagem, seja música, teatro, intervenções, entre outros, e está aberto para qualquer proposta cultural, nesse sentido. A intenção é tornar o final do domingo agradável, principalmente aos moradores próximos ao espaço cultural.

No próximo domingo, o “Rolezinho” abre com o “Regional Maria Boa” e em seguida, tem apresentação do Triolé, com o tradicional “Qual a Graça de Laurinda? ”. As apresentações começam às 18h30, e acontecem em frente à Vila Triolé Cultural.

Regional Maria Boa

foto: Rubrosôm - Bruno Leonel
O projeto Regional Maria Boa nasceu na oficina de choro do Clube do Choro de Londrina, em junho de 2015. Tem como proposta divulgar e difundir a cultura do choro na cidade. Os ensaios são abertos ao público e semanalmente são realizadas as tradicionais rodas de choro.

A apresentação do grupo começa às 18h30. 

Espetáculo “Qual a Graça de Laurinda?”- Triolé

foto: Lafaiete do Vale
Dois palhaços disputam o coração de uma palhaça que só existe na imaginação deles. Tudo de improvável que poderiam aprontar para conquistar a amada foi reunido no roteiro do espetáculo ''Qual a graça de Laurinda?'', que os atores Alexandre Simioni e Gerson Bernardes encenam sempre ao ar livre, em ruas ou praças.

Os palhaços apaixonados só conhecem a amada através de uma foto de jornal. E é aí que a dupla arma o circo. Um duelo com armas de água, uma corrida de dois metros rasos, um strip tease, uma luta de boxe e até uma aula de balé são algumas das peraltices protagonizadas pelos pretendentes.

A montagem, que recebeu o Prêmio Carequinha de Estímulo ao Circo em 2010 e já circulou por grande parte do Paraná e outros estados do país, é concebida para todas as idades, incorpora a linguagem do desenho animado. Eles contam a história sem falas, apenas com a linguagem corporal.


Sobre o Triolé
TRIOLÉ é formado desde 2010 pelos palhaços e Gestores Culturais Ale Simioni e Gerson Bernardes. Hoje possui espetáculos em repertório e compartilham a criação, gestão de projetos culturais e do espaço Vila Triolé Cultural.

O grupo acredita na descentralização da arte, levando seus espetáculos para locais públicos e distante do centro da cidade. Esta é uma ação constante, desde a criação do Triolé.

A Vila Triolé Cultural é um espaço cultural, localizado na Vila Industrial de Londrina, é patrocinado pelo Promic – Programa Municipal de Incentivo à Cultura, da Secretaria de Cultura de Londrina desde 2012,  sua principal finalidade é aproximar a população do entorno a ações culturais realizadas naquele local. 

Serviço:
Rolezinho

Vila Triolé Cultural
Rua Etienne Lenoir, 155 – Vila Industrial – Londrina
(43) 3024-3330 – contato@triolecultural.art.br


18h30 – Regional Maria Boa (choro)

Em seguida: “Qual a Graça de Laurinda?” – Triolé



O ingresso será no chapéu, ao final das apresentações
Aceitamos os cartões das principais bandeiras: 
Não é piada! Aceitamos mesmo cartões de crédito e débito!

SAIBA MAIS SOBRE O PROGRAMA "PAGUE O QUANTO PUDER" DO TRIOLÉ


------------------------------------------------------------------------------------------------
ROLÉ

É um projeto que visa promover o encontro entre artista e público, através de apresentações artísticas na Vila Triolé Cultural durante o ano de 2017.

A Vila Triolé Cultural abriu sua agenda para os grupos interessados em se apresentar aos finais de semana no espaço. Podem ser grupos de música, dança, teatro, performances, palhaços, espetáculos para rua ou para sala, entre outros que possam vir e contribuir com a difusão cultural na Região Oeste de Londrina.

Os grupos interessados, ainda podem enviar propostas para Alexandre ou Gerson, no contato@triolecultural.art.br, pelo telefone (43) 3024-3330 ou ainda por nossa página facebook.com/triole.


No final de semana 18 e 19 de fevereiro, a Vila Triolé Cultural abre o projeto ROLÉ com o espetáculo “Plano nº 269”, da Palhaça Adelaide.


foto: Camila Fontes
Sobre o espetáculo:

Depois de muitas tentativas fracassadas a Super Adelaide cria um plano infalível para salvar os animais do terrível zoológico. Com o Plano nº 269 em mãos e sua bolsa cheia de surpresas, a palhaça faz do público seu cúmplice nessa missão. Entre tropeços, paqueras e trapalhadas, ela revela seus superpoderes e todo seu charme nessa aventura. Conseguirá por fim cumprir essa missão ou apenas transformará tudo em um caos?

Serviço:
Rolé
Espetáculo “Plano nº 269” – Palhaça Adelaide
18 e 19 de fevereiro (sábado e domingo) – 19h

Vila Triolé Cultural
Rua Etienne Lenoir, 155 – Vila Industrial – Londrina
(43) 3024-3330 – contato@triolecultural.art.br

Ingresso:



quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Vila Triolé Cultural abre espaço para apresentação de grupos propõe o programa pague o quanto puder

ROLÉ
É um projeto que visa promover o encontro entre artista e público, através de apresentações artísticas na Vila Triolé Cultural durante o ano de 2017.





Sobre o espaço:

A Vila Triolé Cultural foi criada em 2012, e está localizada na Vila Industrial, Zona Oeste de Londrina. Não por acaso fora do eixo central da cidade, tem a intenção de oferecer ações culturais para a população do seu entorno.  O espaço é patrocinado pelo PROMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura, da Secretaria de Cultura de Londrina.

A Vila Triolé conta com um espaço de apresentação para 50 pessoas em média, com arquibancada e cadeiras. Há iluminação cênica básica, mesa analógica de 12 canais, sistema de som e outras necessidades. Além disso, o grupo se propõe a receber espetáculos de rua no espaço em frente ao seu prédio.

Hoje aproximadamente 60.000 pessoas no entorno podem se beneficiar com a programação artística no local.






Sobre a proposta (o projeto):

A Vila Triolé Cultural abre sua agenda para os grupos interessados em se apresentar aos finais de semana no espaço. Podem ser grupos de música, dança, teatro, performances, palhaços, espetáculos para rua ou para sala, entre outros que possam vir e contribuir com a difusão cultural na Região Oeste de Londrina.

O cachê do grupo será pago com a bilheteria do espetáculo, sendo que 30% do valor será utilizado para custos de divulgação (com carro de som, patrocínio de postagem em redes sociais e eventualmente impressos, além de produtos de limpeza para manter o espaço); os 70% serão repassados ao artista/grupo que se apresentar.


Entendemos que esta é uma oportunidade de oferecer ações culturais a um público que se encontra fora do eixo central da cidade. Ampliar o público apreciador de cultura e valorizar a produção artística local, mostrando que há qualidade e regularidade em nossas produções.

Os grupos interessados, podem enviar propostas para Alexandre ou Gerson, no contato@triolecultural.art.br, pelo telefone (43) 3024-3330 ou ainda por nossa página facebook.com/triole.





Pague o quanto puder:

Neste ano, a Vila Triolé Cultural instituirá em suas atividades o programa “Pague quanto quiser, puder, ou quanto vale que acha, ou melhor, quanto acha que vale”.

O programa funcionará de maneira simples, como o próprio nome tenta ser: quem define o valor das atividades no espaço cultural é o público.

Esta iniciativa, já praticada em outros espaços culturais e por outros grupos, bem como em estabelecimentos comerciais de cafés e outros do ramo gastronômico, foi a alternativa encontrada pelo grupo Triolé para efetivar ainda mais a “missão” que se atribui: o encontro com o público.

Desta maneira o grupo acredita que estará fora de uma lógica de mercado, uma vez que a cultura não se enquadra nos moldes atuais do consumo, fazendo que de maneira simples não se fale mais em preço, mas em valor.

Além disso, é possível que esta iniciativa gere uma reflexão: qual é o valor da cultura para a sociedade? Ou ainda, quanto vale para o público, para a pessoa, uma apresentação ou espetáculo que nos toca?


O público presente nas atividades poderá pagar o quanto quiser, inclusive poderá pagar em um outro dia, quando e o quanto puder. O Triolé ainda terá espaço para, quem puder,  pagar para mais de uma pessoa, deixando entradas pagas pendentes para outras com menos possibilidades, incentivando a criação de uma rede que possibilite a todos o acesso às atividades culturais do espaço.

sábado, 20 de agosto de 2016

DOMINGO NO TRIOLÉ


Todo último domingo do mês, tem uma atração em frente à Vila Triolé Cultural. 
O espetáculo programado para agosto é O ZELADOR, da própria companhia.






Espetáculo “O Zelador”, grupo Triolé, Londrina.



A intenção do grupo é de uma divertida homenagem a essa classe de trabalhadores invisíveis. O espetáculo foi criado para apresentação em qualquer espaço físico. Neste final de semana será apresentado na Vila Triolé Cultural.


O palhaço Mereceu é um zelador apaixonado por rádio. Durante seu trabalho, os programas e os locutores são sua companhia. Entre uma limpeza e outra ele é completamente influenciado pelas músicas e programas.

Durante todo o espetáculo o zelador Mereceu se inspira nos programas do rádio, nos seus materiais de limpeza e solta a imaginação. O público é estimulado durante todo o tempo para interagir com este trabalhador da limpeza. 
Indicado para toda família. Não possui falas, o que o torna universal.


serviço:

Espetáculo "O Zelador"
28 de agosto - 18h
*livre para toda família
em frente à Vila Triolé Cultural

* Ingressos no chapéu, ao final do espetáculo

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Qual a Graça de Laurinda?

30 de julho (sábado) - 19h - Warta

31 de julho (domingo) – 18h - Vila Triolé Cultural


Espetáculo “Qual a Graça de Laurinda?”, 
grupo Triolé, Londrina


Dois palhaços disputam o coração de uma palhaça que só existe na imaginação deles. Tudo de improvável que poderiam aprontar para conquistar a amada foi reunido no roteiro do espetáculo ''Qual a graça de Laurinda?'', que os atores Alexandre Simioni e Gerson Bernardes encenam sempre ao ar livre, em ruas ou praças.

Os palhaços apaixonados só conhecem a amada através de uma foto de jornal. E é aí que a dupla arma o circo. Um duelo com armas de água, uma corrida de dois metros rasos, um strip tease, uma luta de boxe e até uma aula de balé são algumas das peraltices protagonizadas pelos pretendentes.

A montagem, concebida para todas as idades, incorpora a linguagem do desenho animado. Eles contam a história sem falas, apenas com a linguagem corporal.


Serviço:

Espetáculo: QUAL A GRAÇA DE LAURINDA?
Grupo: Triolé (Londirna)

30 de julho (sábado) - 19h - Distrito da Warta - Londrina
31 de julho (domingo) – 18h - Vila Triolé Cultural - Londrina

Ingressos: No chapéu, ao final do espetáculo

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Triolé apresenta: O Zelador

23 e 24 de julho (sábado e domingo) – 19h

Espetáculo “O Zelador”, grupo Triolé, Londrina


A intenção do grupo é de uma divertida homenagem a essa classe de trabalhadores invisíveis. O espetáculo foi criado para apresentação em qualquer espaço físico. Neste final de semana será apresentado na Vila Triolé Cultural.








O palhaço Mereceu é um zelador apaixonado por rádio. Durante seu trabalho, os programas e os locutores são sua companhia. Entre uma limpeza e outra ele é completamente influenciado pelas músicas e programas.

Durante todo o espetáculo o zelador Mereceu se inspira nos programas do rádio, nos seus materiais de limpeza e solta a imaginação. O público é estimulado durante todo o tempo para interagir com este trabalhador da limpeza. 
Indicado para toda família.  Não possui falas, o que o torna universal. 





Serviço:

Espetáculo: O ZELADOR
Grupo: Triolé (Londirna)

23 e 24 de julho (sábado e domingo) – 19h



Ingressos limitados: R$ 24,00 / R$ 12,00 (meia)
Garanta seu ingresso antecipado pelo site:

Para comprar ingresso para sábado 23 de julho, 19h: 
Para comprar ingresso para domingo 24 de julho, 19h: